8 de fevereiro de 2011

Dia nacional!


Dia Nacional???? Mas que é isso?!
Esta questão ainda me assalta a cabeça muitas vezes, mas o certo é que pensando bem nela, não tem razão de ser... Digo isto porque a JuFra ocupa um lugar importante na minha vida...
Entrei para este movimento nacional, em busca de algo que me preenchesse, após o Crisma, visto que na minha freguesia não há seguimento em grupo, para os jovens que o queiram fazer, a não ser participando activamente na vida paroquial, como faço deveras. Mas ainda assim, não me sentia completa. O Luz d’ Assis, surge na minha vida através de um convite de um membro, ao qual acedi com alguma cautela, pois não sabia em que se fundamentava. A reunião de apresentação correu muitíssimo bem, porque nao esperava viver em grupo como vivo... A noção de grupo que tinha vivenciado na paróquia de onde sou, é totalmente diferente da que tenho no Luz! Não há sequer forma de comparar. São estruturas diferentes que na minha vida encontrar uma fundição, sendo por isso complementares. Uma não faz com que a outra perca importância. As actividades da Jufra, são tudo o que sempre precisei, embora confesse que ainda não tenha participado em todas elas, mas para mim, e buscando a essência da minha entrada para o grupo, o importante é viver em grupo, coisa que buscava à muito. Eis então que um dos momentos que gosto particularmente é do dia nacional. Momento de busca interna e externa, momento de aprendizagem, de saciedade... podem não acreditar, mas cá dentro acontece um turbilhão de emoções e sentimentos, que por muito que nos seja pedido para partilhar, não sou capaz de os exprimir. O ponto fulcral do dia nacional, é sem dúvida, e sem descrédito para os restantes, a vigília. É neste momento de paragem que aproveito para assimilar o que fomos ouvindo e mastigando durante o dia... a informação codificada, torna-se então muito clara e tudo se transforma numa simplicidade de acontecimentos. E que dizer mais?! Crescer com Jesus, ao jeito de Francisco não é mais do que olhar o meu mundo e perceber que tudo, mas tudo é obra do criador. E então?! O que é que isso tem?! Para mim significa muito. Ver as coisas mais simples, sem complicar, vivendo-as como têm de ser vividas... com Amor. Mas e o Dia Nacional entra onde? Na parte em que todo o movimento se junta para a busca de algo, a partilha de ideias, o ensinamento de muitas outras coisas que se vão encaixando no lugar, peça a peça... A organização deste dia é sempre diferente e isso torna o o dia nacional, no Dia Nacional da JuFra... momento de encontro com Ele, à escala geográfica...
Bem haja a quem tem a coragem de animar este grupo, repartido entre vários locais. Bem haja a Francisco que nos une a seu jeito, buscando em cada um de nós a magnitude do nosso coração, sem medos, sem prejuízos, sem problemas... Bem haja a Jesus, que nos congrega na sua palavra, de formas tão diferentes, mas sempre com o mesmo sentido....

Bem haja....



Susana Rodrigues
Luz d’ Assis

Um comentário:

Juventude Franciscana Portuguesa - disse...

OBRIGADO, pela Vida que cantas e partilhas!
OBRIGADO: - por acreditares que o essencial são os momentos de Encontro com Jesus. - por sonhares com Jesus ao jeito de Francisco e Clara de Assis. - por acolheres e testemunhares Jesus no teu quotidiano.
OBRIGADO, pela Felicidade que contagias!

Assistência Espiritual